Quem precisa cadastrar produtos na sua loja virtual tem que lidar com várias questões:

  • Grande quantidade de produtos para cadastrar;
  • O produto que está na sua loja online também também está na loja dos concorrentes;
  • Alguns produtos tem escassez de informações escritas e também multimídia;

A verdade é que você não quer criar um problema onde você acha que ele não existe, afinal a descrição do produto já está sendo trazida pelo fabricante, não vamos reinventar a roda, não é mesmo?

Mas se muitas lojas virtuais oferecem os mesmos produtos que você e com as mesmas descrições do fabricante, por que você acha que vai se diferenciar dos demais fazendo igual?

Ter conteúdo igual ao do concorrente é pior do que você imagina.

Conteúdos iguais ou semelhantes são considerados como conteúdo duplicado pelo Google, ou seja, seu “ranking” será compartilhado com todas estas páginas, assim seu conteúdo pouco estará ajudando no seu posicionamento nos sites de busca.

Veja abaixo um exemplo de conteúdo duplicado, se você digitar qualquer coisa entre aspas no Google ele vai trazer a ocorrência exata do que você buscou, neste caso, apenas como exemplo coloquei a descrição de um produto qualquer que encontrei na internet: “Prepare suas refeições com rapidez e praticidade no forno micro-ondas PME31 da Philco. Com teclas pré-programadas você ajusta o tempo e a potência. Esse forno micro-ondas possui duas opções“.

Exemplo de conteúdo duplicado.

Construa uma página de apresentação do produto que se venda sozinha

A página de detalhes de um produto é uma das mais importantes de uma loja online, pois é nela que seu cliente vai tomar a decisão de comprar, ou não.

Fotos ruins causam uma má impressão logo de cara e dúvidas não respondidas podem ser decisivas para uma venda não ser consolidada. Seu preço pode nem mesmo ser considerado, pois antes o cliente quer ter certeza do que vai levar.

Lembre-se que sua loja virtual está no ar 24 horas por dia e talvez seu atendimento não esteja online no momento que seu cliente estiver pesquisando na sua loja virtual, então é importante você construir uma página que literalmente se venda sozinha, com boas fotos, descrições claras e com todas as informações necessárias para fechar a venda.

Como então criar uma descrição original?

Esta tarefa é mais trabalhosa do que difícil eu diria, mas com certeza é possível criar um conteúdo que seus concorrentes não terão. Talvez não ser viável fazer isto para todos os produtos da sua loja online, mas faça ao menos para aqueles que você considere mais estratégicos para o seu negócio, com maior margem ou os mais vendidos.

Agora que você entende a importância de um bom conteúdo vamos as nossas 7 dicas que vão fazer a diferença para criar conteúdo original para o seu e-commerce.

 

1. Responda as perguntas sobre o produto de sua loja online

Faça o seguinte: pesquise no Google pelo produto sobre do qual vai falar, faça da seguinte forma:

dúvidas sobre o+ nome do produto
ou ainda “informações” + nome do produto.

Varie a pesquisa conforme a necessidade, o importante é descobrir quais questões relacionadas a este produto tiram o sono do consumidor e então responda isso na página do seu produto. Da próxima vez que alguém tiver uma dúvida a resposta poderá ser encontrada no seu site.

Procure também pelas avaliações feitas na concorrência. Isso mesmo, procure na concorrência, não é feio, se você não fizer eles o farão, se eles não responderem a alguma pergunta do cliente essa é sua chance. Mesmo que respondam, você pode dar uma explicação melhor ou mais completa, só não vale copiar ou parafrasear.

Fazendo uma pesquisa simples por “frigideira antiaderente“, entrei nos detalhes do produto e encontrei algumas perguntas simples.

Perguntas sobre produto

2. Aproveitei a experiência do vendedor

O profissional que atende seu cliente, seja na loja física ou online, está diretamente em contato com o seu cliente e sabe melhor que ninguém quais as dúvidas de quem lhe procura. Em muitos casos também ele possui informações sobre o produto que não estão no manual.

Em certa oportunidade comprei, em uma loja física, uma frigideira. Fui muito bem atendido e ainda recebi dicas de como deveria cuidar da frigideira e assim aumentar sua vida útil. Depois, pesquisando no site deste mesmo lojista, vi que esta mesma informação não estava disponível na página deste produto. Então é disto que estou falando, este tipo de informação além de útil pode levar um pouco de “carinho e atenção” ao texto do seu produto e isso somado a outros fatores acaba ficando perceptível para o seu cliente.

3. Fale da finalidade produto

Mas afinal, para quem se destina o produto? O consumidor tem dúvidas e você como especialista é quem deve ajudá-lo.

Um bom exemplo é um computador ou notebook: será que seu cliente precisa de uma máquina top de linha ou pode comprar um modelo mais básico?

E se for uma TV? De quantas polegadas ela deve ser para o tamanho da sala do seu cliente? Como ele pode calcular isto?

Voltando ao exemplo da frigideira e ampliando para panelas, alguns (como eu) são leigos no assunto, e hoje em dia você encontra uma infinidade de produtos, mas qual é para você, qual é para um profissional?

4. Procure informações em vídeos

Agora vamos a parte deste artigo que acredito você vai gostar, VÁ PARA O YOUTUBE, só cuidado com as distrações. 🙂

Muitos produtos possuem vídeos de demonstração, também existem canais dedicados a avaliar os mais diversos produtos. Assistir a estes vídeos é um trabalho de “pescaria de informações”, mas alí você pode conseguir informações preciosas e de real relevância para enriquecer o conteúdo do seu produto, estes pequenos detalhes que podem levá-lo a se diferenciar da concorrência.

 

5. Use vídeos

Estes mesmos vídeos de avaliação de produtos poderiam ser utilizados na sua loja, apenas tome o cuidado de pedir a permissão de uso para o autor.

Há em muitos casos também o vídeo é do fabricante, então use-o na página do seu produto.

Muitos usuários preferem ver conteúdo em vídeo, então isso pode ajudá-lo na conversão de vendas, apenas cuidado para não usar vídeos muito longos.

Um excelente “gancho” pode ser publicar um pequeno trecho destes vídeos no seu Instagram, esta acaba sendo mais uma forma de trazer o cliente para sua loja online.

Lembre-se também de colocar os destaques do vídeo em texto em texto dentro da página.

E por fim, por que não você mesmo produzir seus próprios vídeos? Nada melhor do que ter seu conteúdo original em vídeo.

6. Adicione Imagens ambientadas

Imagens bem produzidas em meio à descrição longa do texto são de grande valor pelos motivos que apresento abaixo:

  • Apelo visual junto ao cliente, ajuda a ilustrar o que esta sendo falado e, se o texto for longo, promove uma “quebra visual”, deixando a apresentação mais interessante e menos cansativa;
  • As imagens usadas por você são indexadas no Google Imagens, dando ao seu cliente mais uma forma de encontrá-lo;
  • Contribui para melhorar o ranqueamento no Google, uma imagem interessante faz seu cliente passar mais tempo dentro da sua página e o Google considera que quanto mais tempo um usuário passa dentro de uma página, mais relevante ela é, então imagens ambientadas e os vídeos ajudam muito a manter o seu cliente mais tempo na sua loja virtual. Além disso a imagem ajuda a reforçar o que seu texto está dizendo, desta forma um maior valor é atribuído a sua página, mas lembre-se de preencher as tags “alt” e “title” no cadastro e de usar no nome do arquivo da imagem uma palavra-chave condizente.

Faço apenas uma observação: quando digo que uma determinada ação “ajudar” a posicionar melhor sua página, é exatamente isso que esta ação vai fazer: AJUDAR, pois o Google e outros buscadores possuem N critérios para ranquear seus resultados e é muito provável que uma ação isolada não vá fazer grande diferença, mas um conjunto de ações poderá colaborar a subir preciosos degraus.

Abaixo exemplo de produtos aplicados ao ambiente, dando ao cliente um maior desejo de compra:

Imagem ambientada

7. Pesquise palavras-chaves

Dica antiga e batida para os mais experientes, para os novatos vai aí um conceito básico: descubra a principal palavra-chave que seu cliente utiliza para achar o seu produto nos buscadores e que sinônimos este termo traz.

O resultado da pesquisa vai nortear a forma como você vai descrever seu produto.

Para facilitar um pouco as coisas para você trago 3 simples e gratuitas ferramentas que podem ajudá-lo a pesquisar os termos que vão trazer acesso a sua loja virtual:

  • Google Trends: vamos direto para um exemplo prático, o que é mais pesquisado “loja online” ou “loja virtual”? Pois o Trends lhe ajuda a resolver facilmente esta e outras dúvidas, assim você determina qual termo pode trazer mais tráfego para sua loja online;
  • Keyword Planner: este é o planejador de palavras do Google Ads (antigo Adwords). Você não precisa estar com uma campanha rodando para acessar o Google Ads, basta que você tenha uma conta Google, se estiver logado acesse https://ads.google.com. Dentro do menu ferramentas você vai encontrar o “Planejador de palavras-chave”, clique e divirta-se;
  • Ubersuggest: um link vale mais do que mil palavras, principalmente neste caso, por isso sugiro que você acesse o Ubersuggest e passe lá bons e divertidos momentos, a ferramenta é gratuita e simples de usar.

Lembre-se de usar expressões específicas, também conhecidas como long tails. Por exemplo: se você vende shampoo seria interessante que o título do seu produto traga mais informações como “shampoo para cabelos secos” ou mais específico ainda “shampoo para cabelos secos com queratina”. A concorrência para “shampoo para cabelos secos com queratina” é muito menor do que a concorrência para “shampoo” apenas.

Considerações finais

Duas dicas extras: quando for escrever o conteúdo do seu produto pergunte-se qual problema o seu produto resolve, pois é desta forma que seu cliente poderá iniciar a pesquisa e não necessariamente pelo produto em si.

Outra ideia, nem um pouco nova, mas nem tanto aplicada, veja o que os seus concorrentes mais bem posicionados estão fazendo. O Ubersuggest pode ajudá-lo nesta missão, pois ele lista os 100 primeiros resultados do Google para a palavra-chave que você pesquisou.

Fazer conteúdo de qualidade é a base, pois lembre-se que no final tudo converge para sua página de produto, suas campanhas pagas, resultados orgânicos, posts de redes sociais, etc. Além disso é importante que parte do seu tráfego venha de resultados orgânicos e você não fique eternamente dependente de campanhas de mídia para vender.

Existem vários outros fatores que vão interferir nas suas vendas, como preço, frete, prazo, usabilidade da loja online entre outros N fatores, mas lembre-se, um conteúdo bem feito, que resolve as dúvidas do cliente e atraente é o começo de tudo.

Acompanhe-nos no Facebook