Existem inúmeras plataformas de e-commerce no mercado e você dificilmente poderia testar suficientemente cada uma delas apropriadamente.

Ao pesquisar por artigos que avaliam qual a melhor plataforma de e-commerce, você vai encontrar diferentes resultados, pois cada especialista tem seus próprios critérios. Muitas destas avaliações têm resultados parecidos, o que pode lhe indicar um caminho. Não existe um consenso de qual é a melhor plataforma, pois isto também depende da necessidade de cada um.

Existem, no entanto, questão que devem ser consideradas independentemente da sua necessidade, são estas questão que trouxemos para te ajudar a fazer uma escolha mais acertada da sua plataforma.

Confira agora 9 questões fundamentais, que você deve considerar para tomar a sua decisão.

1. Permite melhorias na navegação desktop e mobile?

Algumas plataformas permitem apenas personalizações simples, como trocar o logo da loja, as cores e talvez algumas fontes e ícones. Estas personalizações, em geral não tem nada a ver com a navegação da loja, mas sim apenas com sua aparência, seu design.

Melhorar a navegação significa fazer coisas do tipo, remover algumas abas desnecessárias, reduzir espaços entre os elementos ou mudá-los de posição.

Então lembre-se que atualmente muitos acessos e vendas são feitas pelo celular, não testar sua loja no mobile é um erro que você não deve cometer.

Um exemplo é quando o seu cliente chega a página de detalhes do seu produto e o botão comprar não está bem visível, pois o botão pode estar pequeno, ou muito pra baixo, ou com texto ilegível, ou com cores que não contrastam com o restante do layout.

Então pergunte-se: sua plataforma pretendida, permite fazer estes ajustes?

 

2. A plataforma ou plano de e-commerce tem limites que podem impedir seu crescimento?

Não tem nenhum problema em começar pequeno, para quem está começando no e-commerce ou ainda tem algum receio de vender online, é até recomendável começar com o mínimo, assim você passa entender melhor como funciona a operação de vendas online e passa a se sentir mais seguro e confiante, antes de fazer investimentos de maior porte.

Vender online te permite romper fronteiras e assim ganhar escala nas vendas, por isso quando você começa a crescer, a plataforma escolhida não pode te limitar.

No que ficar de olho?

  • Espaço de hospedagem;
  • Número máximo de produtos que o sistema permite cadastrar;
  • Número de contas de e-mails permitidas;
  • Número de visitas permitidos à sua loja virtual;
  • Acesso ao código-fonte;
  • Número permitido de usuários administradores.

Caso você em algum momento encontre um limite nos recursos da plataforma, então está na hora de MIGRAR DE PLAFORMA, para o seu negócio continuar crescendo.

O processo de migração precisa ser bem conduzido, para que você mantenha a integridade das informações dos seus produtos, clientes, estoques, informações de venda. Para quem não tem muita experiência ou conhecimento é recomendável uma agência familiarizada com tecnologia ou o acompanhamento de um consultor de e-commerce.

Além disso, você vai necessariamente perder alguns pontos no Google, um processo de migração bem feito permite que estas perdas sejam minimizadas.

3. Você pode escolher entre diferentes gateways ou meios de pagamento?

Muitas plataformas já vem com um ou dois meios de pagamento integrados, geralmente é ofertado um meio de pagamento bastante popular no mercado ou então trata-se de uma parceria entre a plataforma e gateway de pagamento, que não necessariamente traz benefícios para você.

A ideia aqui não é te ensinar a escolher um gateway de pagamento, isto merece um capítulo à parte além de toda sua atenção.

O caso aqui é te deixar ciente que a plataforma deve ser flexível neste sentido e não te deixar refém de apenas uma ou duas soluções, já que isso pode acabar com a sua competitividade.

4. Posso escolher qual transportadora desejo utilizar?

Este é outro ponto importante dentro da sua estratégia de vendas. Algumas plataformas também vêm com um número limitado de transportadoras.

Ter a liberdade de escolher uma transportadora pode ser essencial para reduzir os custos de envio do seu produto e o tempo de entrega. Atualmente, existem gateways de entrega, que permitem ao lojista fazer cotações entre várias transportadoras, fazendo o envio por aquela que oferecer melhores taxas de frete ou menor prazo de entrega.

5. É possível personalizar totalmente o visual?

Sempre é possível um nível mínimo de personalização VISUAL em praticamente todas as plataformas e para muitos donos de e-commerce isto é suficiente. Para quem tem necessidade de uma customização um pouco mais avançada, precisa se certificar quais são as possibilidades oferecidas.

Alguns pontos importantes, para quem tem no design do sua loja virtual um quesito importante:

  • É permitido trocar fonte (tipo de letra)?
  • E trocar a cor ou tamanho da fonte?
  • É possível alterar a cor de qualquer bloco do site ou botão?
  • Dá pra trocar os ícones do topo e rodapé?
  • É possível esconder ou trocar blocos de informações de lugar?
  • Reduzir ou aumentar espaçamentos entre blocos?
  • A plataforma permite trocar a cor de fundo do topo do site?
  • Permite trocar o fundo do site ou aplicar imagem de background?
  • Você pode criar páginas especiais, como uma página com ofertas para a Black Friday, por exemplo?


6. Posso integrar meu sistema de ERP com o da loja virtual?

Se você já controla as informações da sua empresa através de um software de gestão, controlando cadastro de produtos, estoque, vendas, compras, finanças, contabilidade, etc, então é muito recomendável integrar o sistema da sua loja física ao da sua loja virtual, pois isso facilitará imensamente a sua operação, incluindo aí um bom ganho de tempo.

Certifique-se de que é possível integrar o seu sistema de ERP (caso possua) com o da plataforma pretendida.

7. Posso adicionar módulos, plugins ou serviços que buscam aumentar a conversão, recuperar vendas ou aumentar a velocidade da minha loja online?

Para explicar melhor, vou classificar as plataformas de e-commerce da seguinte maneira:

Básicas: tem o mínimo necessário, com um custo inicial baixo e não permite muitas personalizações. Mais indicada para quem está começando.

Completas: possuem as melhores ferramentas de venda, antecipam todas as suas necessidades e muitas vezes já trazem a própria hospedagem. Por ser mais completas, podem ser mais caras e até mesmo podem cobrar um percentual das suas vendas. Devido ao grande número de recursos, isto pode atrapalhar quem é iniciante, principalmente no começo. Indicada para quem já tem alguma experiência no e-commerce.

Moduláveis: já podem começar com muito mais recursos do que as lojas virtuais básicas, costumam ser amplamente personalizáveis e você pode adicionar funcionalidades conforme as necessidades forem surgindo, até por isso é indicada para qualquer tamanho de negócio. Algumas ferramentas, por não serem consideradas essenciais, podem não vir na configuração inicial da loja ou podem não ser a melhor que o mercado tem a oferecer. Por exemplo: imagine a funcionalidade de recuperação de carrinho de compras. Muitas vezes as lojas moduláveis trazem essa funcionalidade, mas no mercado existem outras soluções mais avançadas, que podem ser integradas a sua loja.

Dependendo da plataforma, várias soluções podem ser criadas para a mesma necessidade, cada solução com suas particularidades, assim você pode aumentar o poder de fogo da sua loja virtual, sem trocar de plataforma de e-commerce.

8. É fácil achar soluções e suporte para esta plataforma na internet?

Aqui a lógica é bem simples, quanto mais pessoas utilizam uma plataforma, mais documentação, profissionais qualificados, suporte e novas soluções você vai achar para sua loja virtual.

Se em algum momento sua loja virtual apresentar um bug, é isso pode acontecer com qualquer plataforma, ter nas mãos um sistema que pouca gente conhece ou não ter uma empresa qualificada dando suporte, pode virar uma grande dor de cabeça.

9. Possui atualizações frequentes?

Aqui aplica-se a mesma lógica da questão anterior, plataformas amplamente utilizadas possuem mais atualizações. Isso é importante para manter suas ferramentas atualizadas e a segurança em dia.

Para quem não tem tanto conhecimento ou tem pouca verba para investir no começo, usar somente soluções prontas pode tornar o processo mais fácil.

 

Conclusão

A escolha da plataforma é apenas uma parte no seu sucesso para as vendas online, a grande questão é você entender se a plataforma deseja atende a sua necessidade.

Recentemente escrevi um artigo, com infográfico, que detalha muito bem o que você fazer precisa considerar para chegar a um ponto consistente de vendas. Ele ajuda a completar a ideia de tudo que vimos até aqui.

A FastCompras conta com consultoria especializada em e-commerce, podemos te ajudar a escolher a plataforma de e-commerce mais adequada pra você a partir de um mapeamento do seu negócio, concorrência e objetivos, afinal sua loja virtual é a base para sua estratégia de vendas.

Então, para relembrar o que devemos analisar:

  1. Permite melhorias na navegação desktop e mobile?
  2. A plataforma ou plano de e-commerce tem limites que podem impedir seu crescimento?
  3. Você pode escolher entre diferentes gateways ou meios de pagamento?
  4. Posso escolher qual transportadora desejo utilizar?
  5. É possível personalizar totalmente o visual?
  6. Posso integrar meu sistema de ERP com o da loja virtual?
  7. Posso adicionar módulos, plugins ou serviços que buscam aumentar a conversão, recuperar vendas ou aumentar a velocidade da minha loja online?
  8. É fácil achar soluções e suporte para esta plataforma na internet?
  9. Possui atualizações frequentes?

 

E aí?! Ficou com dúvidas? Aprofunde suas pesquisas ou pode nos procurar também 🙂

Acompanhe-nos no Facebook