Vender na internet não é apenas usar “5 dicas matadoras para aumentar suas vendas online”, mas sim um conjunto de fatores, aplicados com assertividade.

Para quem está a pouco tempo no e-commerce, é normal que muitos detalhes deste mundo das vendas online ainda não estejam bem claros.

Elaboramos uma checklist com os principais itens que você vai precisar avaliar ou implementar, para começar a VENDER COM CONSISTÊNCIA, ela vai te ajudar a identificar falhas no processo de vendas e ENCAMINHAR SOLUÇÕES.

Abaixo o nosso infográfico com a checklist de fácil entendimento. Abaixo dela comentei mais a fundo alguns pontos desta lista.

Checklist com 23 dicas para você avaliar sua loja virtual e melhorar suas vendas.

SOBRE O PRODUTO (chances de vender)

Ter em mãos algo inovador não é tão simples, porém ter a versão mais recente ou mais avançada de um produto é possível, não? Então, se não puder ter um produto inovador, procure estar mais próximo disso.

Caso você tenha com você algo realmente novo para o mercado, você está com a faca e o queijo na mão, só não venderá se esta novidade não for lá muito útil e não atender a um propósito claro.

Para quem não tem um produto inovador e ainda tem muita concorrência, você vai precisar de um preço mais competitivo, ou diferencial no atendimento, ou prazo de entrega mais rápido, ou ainda divulgar o que você vende onde seus concorrentes não estão.

Vou dar um exemplo muito simples de tudo que falei até agora: muitas lojas vendem FAQUEIROS, da mesma marca, com o mesmo número de peças e material de fabricação, ou seja, em lojas diferentes você encontra EXATAMENTE O MESMO PRODUTO. Contudo, uma das lojas virtuais coloca na descrição, que o faqueiro vem com ESTOJO. Bem este é o pequeno detalhe que pode ganhar o cliente, a outra loja até tem o produto com estojo, mas não coloca essa informação em lugar nenhum, então “BAM”, ele perde a venda.

O exemplo acima não é inventando, já trabalhei otimizando descrições de produtos e pude ver com clareza que isto é mais comum do que se imagina. Isso acontece, em parte, quando o lojista não tem tempo de fazer um cadastramento adequado do produto ou até mesmo não vê isso como uma informação relevante.

É o clássico caso do barato que sai caro, já que um produto bem cadastrado na sua loja virtual pode gerar não uma, mas muitas vendas.


SOBRE O CADASTRO DO SEU PRODUTO (chances dele ser encontrado organicamente)

Cadastrar produtos em um site é uma arte… na verdade não é, mas deveria ser.

Digo que é uma arte, porque vender é uma arte, encantar o cliente é uma arte. Escrever um texto que prenda a atenção do cliente e valorizar o produto, é algo digno dos melhores vendedores. Mas quem tem tempo pra isso?

É por isso que o que deveria ser arte, vira PROCESSO! Sim, quando se vai cadastrar 100, 200, 1.000 ou até 18.000 produtos – sim, nós, FastCompras, já elaboramos textos de – dezoito mil produtos para uma única empresa – é preciso um processo de cadastramento bem definido. Assim você garante mais agilidade, qualidade e padronização no seu catálogo de produtos online.

Aliás, fica aqui o momento “merchan” deste artigo, acesse nossa página de serviços de cadastramento otimizados de produtos para lojas virtuais, se quiser conhecer mais sobre este tema :).

SE, um mesmo produto é vendido por muitas lojas online, então você não pode (até pode, mas não deve) copiar o texto do fabricante (exceto as informações técnicas), pois provavelmente a maioria dos seus concorrentes fez isso. Também a maioria deles, deve ter feito o cadastro das tags de imagem (mais informações sobre imagens aqui), logo você estará fazendo apenas a obrigação.

O que pode diferenciar o produto que está na sua loja virtual dos seus concorrentes?

  1. Mapear as palavras-chaves (keywords), que podem trazer acesso a sua página online;
  2. Criar descrições de produtos únicas, elaboradas pensando no cliente e baseadas nas keywords encontradas;
  3. Imagens de grande qualidade mostrando todos os detalhes do produto (isso é meio obrigação também, mas melhor colocar né!?);
  4. Vídeos, nem todo mundo usa, porque dá um pouco mais de trabalho, mas é muito bom para dar mais relevância a sua página no Google e para ajudar a vender. DICA: não faça upload do vídeo na sua página, vai deixá-la mais pesada e assim ela vai perder pontos no Google, então o melhor é hospedá-la em algum lugar, como o Youtube, por exemplo, e chamar este vídeo por meio de um link.
  5. Imagens em meio ao texto, é mais comum ver isto em grande lojas, por que será que as grande lojas fazem isso?!?

 

SOBRE A CHANCE DE SEUS ANÚNCIOS NO GOOGLE DAREM RESULTADOS?

Não adianta nada fazer anúncio SE:

  • Seu produto nem tem preço competitivo, as pessoas comparam antes de comprar (óóóóhhh), anúncios não fazem milagres;
  • Não conhece sua persona ou público-alvo, pode até adiantar um pouquinho, mas anunciar para qualquer um é jogar dinheiro fora, é preciso entender quem são as pessoas com potencial para comprar de você e fazer o anúncio aparecer para este grupo. O Google e o Facebook tem inteligência para fazer isso, mas é preciso que você configure isso nos seus anúncios.

Outro detalhe que importante, tanto Google quanto o Facebook, têm o que se chama de “tempo de aprendizado”, isto significa que quanto mais tempo um anúncio fica no ar, mais estas ferramentas vão aprendendo sobre seu público, elas possuem inteligência para melhorar a seleção de pessoas para quem devem mostrar o anúncio. Por esta razão não é muito aconselhável ficar criando novas campanhas para o mesmo produto em detrimento das campanhas anteriores.

 

SOBRE SUA LOJA VIRTUAL

Sua loja tem navegação fácil e intuitiva, tanto no pc quanto no celular? Se for difícil de navegar, se demorar pra carregar, seu cliente vai embora e talvez nunca mais volte. Não quero assustar ninguém, mas quantas vezes você foi embora de um site por ser lento ou ruim de navegar?

Outro cuidado que você deve ter, você impacta o cliente com um preço muito baixo, ele coloca o produto no carrinho, vai comprar, mas então… ele manda calcular o frete… “ferrou”, o cliente descobre que o frete é boa parte do preço do produto e deixou o produto mais caro do que na outra loja.

O que fazer então se o frete é caro mesmo? Falei disso neste artigo sobre gestão de frete.

 

O PROCESSO DE COMPRA (quando o cliente chega no carrinho)

Seu cliente chegou no CARRINHO, ele quer saber quanto vai pagar, incluindo o frete e também quando vai receber o produto. Se a exibição dos valores gerar dúvidas, ele pode ficar inseguro e ir embora.

É preciso evitar que a informação exibida, tenha mais de uma interpretação. Deixar um número de telefone, chat ou whatsapp pode ser uma boa ideia, desde que sua loja responda em pouquíssimo tempo.

A mesma lógica dos 2 parágrafos acima, vale para quando chega na tela de CHECKOUT (pagamento), quando o cliente começa a digitar os números do cartão de crédito o coração acelera (não é verdade?). Por isso esta página deve ser muito clara e tranquila, propiciando paz interior, a fim de que o comprador tenha confiança para apertar FINALIZAR COMPRA.

Ficou alguma dúvida ou podemos te ajudar de alguma maneira? Entre em contato com a gente!

E pra quem chegou até aqui só posso desejar, boas vendas!

 

Acompanhe-nos no Facebook