A Compujob, que além da sua loja virtual personalizada também conta com lojas físicas para venda de equipamentos de informática para uso pessoal e corporativo, atua no ramo de tecnologia desde 1985 . Com sede em Porto Alegre (RS), a Compujob conta com um grande e-commerce de atuação nacional e 4 lojas físicas, com mais de 1 milhão de clientes conquistados. A empresa também desenvolve projetos de TI com parceiros de tecnologia como Intel, AMD, Microsoft, IBM, HP entre outros.
Adriane Lengler, fundadora da empresa e diretora de marketing, conta que a Compujob começou a trabalhar estratégias digitais quando percebeu que a Internet seria um negócio promissor. “Em janeiro de 1996, percebemos a importância da Internet quando as pessoas começaram a comprar computador para ter acesso a uma conta de email. Desde então o negócio começou a se construir e crescer”, conta Adriane.
Desde o início, a Internet serviu como catálogo de vendas para a Compujob, promovendo seus produtos para as lojas físicas e televendas. Atualmente tornou-se o principal meio de divulgação e canal de vendas da empresa.
Em 2006, com a contratação da FastCompras, que é parceira fiel até hoje, teve início a operação de e-commerce, que representa hoje 20% das vendas da empresa, com taxa de conversão de 3%. Para pensar em novas estratégias de marketing digital, a Compujob tem uma equipe, com 8 pessoas trabalhando no comércio eletrônico e 3 funcionários focados no marketing, cada um deles responsável por uma área, divididos entre redes sociais, otimização e campanhas de venda online.
O planejamento de marketing digital costuma ser realizado com 3 meses de antecedência e, atualmente, 3% da receita da empresa é investida em Internet.
A Compujob utiliza diversas ferramentas online para divulgar serviços. O site é um catálogo de produtos para clientes e vendedores das lojas físicas. Para lançar produtos e promoções especiais, a empresa utiliza seu blog, que também traz dicas sobre informática e tecnologia.


O Twitter @compujob (cerca de 13 mil seguidores) é usado em tom informal para a comunicação de novos produtos, lançamentos e ofertas, já o perfil @blogcomputador é usado para gerar demanda de produtos, mostrando aos seguidores a necessidade de cada item, com cerca de 50 mil seguidores (dados de setembro de 2010).
O Orkut e Facebook são usados para ofertas exclusivas em cada um destes canais. No chat online, 4 vendedores sanam as dúvidas dos internautas.
Esporadicamente, a Compujob também desenvolve hotsites para lojas de fornecedores, com campanhas promocionais e nichos de mercado. Os links patrocinados do Google (Adwords) são trabalhados quando existe uma campanha pontual com ofertas.
Além das ações digitais, a empresa trabalha também rádio, TV e jornal, mas as ações online são responsáveis por 50% dos resultados.
Para mensurar o retorno, a Compujob utiliza ferramentas como Google Analytics, Google Trends, Google Insight, Google Alertas do Google e Alexa.
A Compujob tem uma base com mais de um milhão de clientes, separados entre pessoa física e jurídica, e realiza dois disparos semanais, com informações pertinentes para o público. Cada ferramenta tem sua força mas a que trás mais retorno para a empresa é o e-mail marketing.
No final do ano passado, a Compujob, promoveu durante um mês a campanha “PC dos sonhos”, que apresentou um internauta com um computador de última geração recém-lançado pela empresa. Ganharia quem indicasse mais amigos que também pudesse participar da promoção (somente o vencedor indicou mais de 250 novos contratos). Para divulgar a ação, as mensagens foram disparadas para um mailing que somava 500 000 cadastros. “Das 700 000 pessoas que participaram da campanha, 40% souberam da promoção por esses e-mails”, diz Adriane Lengler, proprietária da Compujob. Durante o cadastro, a empresa aproveitou para perguntar se a pessoas também tinha perfis em redes sociais e em quais. A intenção era cruzar as informações da base antiga com a nova e começar a montar um mailing para futuramente segmentar as campanhas por rede social. Nesse primeiro experimento, quem indicou um endereço no Twitter recebeu um link exclusivo para concorrer a um MP3 player, além do computador. O usuário tinha apenas a obrigação de seguir o perfil da Compujob no Twitter e replicar a divulgação da campanha. Cerca de 25% dos participantes vieram do Twitter. “Conseguimos quatro coisas de uma só vez”, diz Adriane. “Aproveitamos para atualizar com novas informações a base de e-mails que já tínhamos, angariamos mais endereços para divulgar nossas promoções, divulgamos mais a nossa marca na internet com a ajuda dos próprios usuários e aumentamos em 50% nosso seguidores no Twitter.”
Site: www.compujob.com.br
Fonte: Conrado Adolpho www.conrado.com.br

Acompanhe-nos no Facebook